Depois de ficarmos a conhecer histórias de mulheres portuguesas verdadeiramente inspiradoras e firmes, foi de facto difícil escolher aquelas que se destacaram por serem únicas e determinadas comprovando que cada mulher portuguesa tem uma história de firmeza.
Temos, porém, a certeza que as três vencedoras reveladas abaixo e que serão a partir de agora os rostos ANJELIF. Representam a grande maioria das mulheres portuguesas pelo facto de serem únicas e firmes no contar da sua história de vida diária.

Teresa Ulrich

«Aos 30 anos sou mãe de 2 filhas, advogada e blogger.
Esta é a minha firmeza.»

Casar, constituir família, mas não deixar o sonho de ser advogada… premissa e foco nesta mulher de apenas 30 anos, que mesmo assim arranjou tempo e criatividade para criar um blog e espelhar desta forma as suas convicções pessoais, legado que pretende deixar para as duas filhas.
Firmeza na vida. Firmeza na pele.

Carla Pinto

«Aos 40 anos criei a minha empresa num ambiente de crise.
Esta é a minha firmeza.»

O desafio de ter três filhos e, em plena crise económica, construir uma empresa que transforma as cidades em locais mais bonitos para viver, confere-lhe um cunho de firmeza, carácter de multiplicidade e determinação sem nunca esquecer aquilo que mais a caracteriza: o seu sorriso.
Firmeza na vida. Firmeza na pele.

Elsa Cunha

«Aos 50 anos licenciei-me em psicologia.
Esta é a minha firmeza.»

A perda de uma pessoa querida é uma prova de fogo à coragem e, acima de tudo, à firmeza. Superou um divórcio e contrariou o desemprego, que a apanhou de surpresa. Mas não se deixou vencer, decidiu ganhar asas e voar mais alto. E, aos 50 anos, teve a determinação de cumprir o sonho de uma vida: licenciar-se em psicologia.
Firmeza na vida. Firmeza na pele.

Nota importante: a inclusão de cada história na plataforma historiasdefirmeza.pt permite a partilha e introdução de likes não sendo estes parte integrante de nenhuma votação (ver regulamento)